segunda-feira, 14 de maio de 2012

ESTAÇÃO RIO NOVO - Em muro da cidade, encontramos uma belíssima pintura.


Carro de passageiros do último trem do ramal, em 30 de janeiro de 1971, parado na estação. Foto extraída do site www.estacoesferroviarias.com.br de Ralph Mennucci Giesbrecht (Acervo Manoel Monachesi).




Pintura do artista Braz, de Rio Novo, em muro localizado na entrada da cidade para quem vem de Furtado de Campos. Graças à beleza e a riqueza de detalhes desta verdadeira obra de arte tornou-se o rótulo desta página.










O Ramal para Juiz de Fora partia de Furtado de Campos e sua primeira parada acontecia na Estação de Rio Novo. Inaugurada em 1883 pela Cia. União Mineira, a estação e todo o trecho passou  para o controle da E. F. Leopoldina em 1884, tendo sido fechada em 1971. 
O antigo leito da ferrovia transformou-se em estrada rural, principal ligação de Furtado de Campos com a Sede do Município, Rio Novo.
Logo na chegada a Rio Novo, transpõe-se uma ponte de ferro de construção aos moldes das pontes ferroviárias, mas dela podemos ver a ponte de ferro por onde passava a ferrovia. Ao atravessar a ponte, a grande e bela surpresa: uma belíssima pintura datada de 2005 resgata a memória dos tempos em que por ali passavam os trens da Leopoldina, de autoria do artista local Braz. Confesso que apreciar a pintura já valeu minha ida a Rio Novo, mas precisava ir em frente e encontrar a Estação Rio Novo.
Localizada onde hoje funciona o Parque de Exposições da cidade, a Estação hoje é utilizada em projetos para a melhor idade, mas confesso que fiquei um pouco decepcionado com o estado da mesma. Pintada totalmente fora de suas características originais, onde nem mesmo o nome da cidade se encontra gravado no prédio da antiga Estação, encontra-se bastante prejudicada pela ação de pombos que aparentemente vivem nos estrados do telhado.


Fotos: Amarildo Mayrink - 05/2012.









Acima e abaixo, ponte rodoviária na chegada a Rio Novo.



Ao lado da ponte rodoviária está a antiga ponte por onde os trens passavam quando chegavam a Rio Novo. 





Acima, dois belos registros da passagem dos trens por Rio Novo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário