sexta-feira, 4 de maio de 2012

CAMINHOS - Belos cenários no antigo leito da ferrovia, entre São João Nepomuceno/Furtado de Campos/Tupi.

Matéria atualizada em 07 de julho de 2018.







Belíssimo trecho de mata há poucos km's de Furtado de Campos.



Percorri de motocicleta um percurso de 14 km entre as estações de São João Nepomuceno a Furtado de Campos através de boa estrada rural, baseada sobre o antigo leito da ferrovia.
Sempre ladeado por belos cenários, fica fácil de perceber que a estrada rural aproveitou todo o leito ferroviário onde ainda hoje encontramos muita brita, já bem assentada no solo pela ação do tempo e pelo tráfego de veículos leves e caminhões que transportam principalmente a produção de leite local.
Aparentemente, o trecho pertencente ao Município de São João Nepomuceno parece passar por constante manutenção, fato que acaba desfigurando um pouco da característica original de um antigo leito de ferrovia.
No trecho pertencente ao Município de Rio Novo, há aproximadamente 4 km de Furtado de Campos, as características do leito ferroviário ainda estão preservadas com muita brita e cenários belíssimos, com mata e riachos, mas trafega-se com tranqüilidade de carro ou de moto.
Depois de Furtado de Campos, segui por mais um trecho de 4 km pelo antigo leito da ferrovia tentando encontrar vestígios da antiga Estação de Tupi, mas desisti de continuar devido a um pequeno trecho com poças d’água - risco de ficar preso com a moto - além de uma mudança repentina do tempo que me obrigou a retornar. Mas não desisti! Fica para a minha próxima excursão pelos caminhos da antiga EFL.





Trecho entre São João Nepomuceno e Furtado de Campos.



Inicio a seqüência fotográfica com a ponte sobre o rio Novo, também conhecida como pontilhão do Bariti. 

















Sobre este pontilhão, trago também o relato de Carlos Henrique Barbosa, acompanhado de outra bela seqüência fotográfica de um dos mais famosos acidentes ali ocorridos:

 “Acidente Ferroviário Ramal da Leopoldina entre Furtado de Campos (Distrito de Rio Novo/MG) e São João Nepomuceno/MG. O fato aconteceu em 14 de Dezembro de 1943 e ficou conhecido como "Desastre do Leiteiro". Segundo algumas informações, o maquinista embriagado tomou o "Trem Leiteiro" na estação de Furtado de Campos e seguiu para São João Nepomuceno/MG em alta velocidade. Ao chegar na curva do pontilhão do Bariti, o maquinista não conseguiu diminuir a marcha e efetuar a manobra, fazendo com que a composição caísse no rio Novo, ceifando sua vida.”
Por Carlos Henrique Barbosa.









Seguindo para Furtado de Campos.








Trecho entre Furtado de Campos e Tupi.











Um comentário:

  1. Excelente trabalho Amarildo. Lindas fotos de região que conheci bem desde a infância, porque meus avós materno e paterno eram ferroviários e filhos de imigrantes em Minas, e meu pai entrou para a Estrada de Ferro Central do Brasil em Juiz de Fora, aonde morava, aos 14 anos de idade e saiu após 38 anos de serviço, a maior parte no Rio de Janeiro, aonde viemos morar, bem próximo do bairro de Engenho de Dentro. Essa região da Zona da Mata mineira é muito bonita e aprendi a apreciá-la toda vez que íamos passear por essas cidades inclusive Bicas. Sábia decisão sua de retornar e lutar pela preservação disso tudo. Parabéns pelo ideal de vida renovada. Conte conosco.

    ResponderExcluir