sexta-feira, 18 de outubro de 2013

A BELA HISTÓRIA DE LUIZ FERRARI. Um grande ferroviário biquense.


Há alguns dias atrás, recebi a visita do grande amigo Vavá Ferrari. Trazia consigo um livreto e uma foto que marcaram para sempre a vida da família Ferrari em Bicas. Tratava-se da belíssima história de seu Avô, Luiz Ferrari, digna de uma marcante postagem aqui no site otremexpresso.
 No início da década de 50, a Standard Oil Company of Brazil criou o programa radiofônio “Honra ao Mérito”, que ia ao ar pela Rádio Nacional, do Rio, às 21h35, às quartas-feiras e pela Rádio Tupi, de São Paulo, às 21h00, às segundas-feiras.
Entre ilustres brasileiros homenageados estava o biquense de coração Luiz Ferrari. Ele foi um dos 76 brasileiros que receberam esta singela homenagem e fez parte do segundo livreto “Honra ao Mérito”, que em seu prefácio exaltava “Aqueles que pela sua vida, se tornaram exemplos para outras vidas”, cujas biografias foram focalizadas nas transmissões da Rádio Nacional do Rio de Janeiro até 21 de março de 1951 e da Rádio Tupi de São Paulo até 19 de março de 1951.
Luiz Ferrari recebera esta homenagem pela destacada atuação comandando uma turma de salvamento quando, numa noite de temporal, uma locomotiva havia se precipitado no fundo do rio com toda a composição de carga num acidente sem vítimas. Todos davam como perdida a bela locomotiva a vapor 303. Aí Luiz Ferrari surge com voz firme: “Abandonar a 303? Não senhor! Não temos o direito de abandoná-la, ela que correu por esses trilhos milhares de vezes, e que foi sempre uma poderosa máquina! Não senhor!”
A conclusão desta história pode ser lida na biografia de Luiz Ferrari, página de “Honra ao Mérito” logo abaixo.


Nascido em Mantua, na Itália, Luiz Ferrari veio cedo para o Brasil vindo a se estabelecer em Bicas, terra que escolheu como sua segunda Pátria.
Para receber a homenagem, no dia 10 de janeiro de 1951 Luiz Ferrari viajou ao Rio de Janeiro sendo recebido na Rádio Nacional junto às demais personalidades brasileiras destacadas pela Standard Oil Company of Brazil. Ao retornar a sua cidade natal, encontrou a plataforma da Estação de Bicas em festa, repleta de amigos que foram receber o grande homenageado.



Em seu retorno à Bicas no dia 12 de janeiro, Luiz Ferrari foi recebido com grande festa pelos amigo na Estação Ferroviária de Bicas. Da esquerda para a direita na foto, vemos  Castelar – genro do Sr. Luiz Ferrari, Pai da Maria Luiza, menina na foto com Luiz Ferrari; Bóia – Francisco Ferrari, atrás do Castelar; Pião – José FerreiraCatulino Benedito DoreSr. Barreto – atrás do Catulino; José Arezo – de boné; Xisto Cortat – entre Sr. Catulino e José Arezo; Aroldo Mendes – pai do Ailton Mendes; Luiz Ferrari – o homenageado com sua neta Maria LuizaEauston SilvaJuquinha TavaresSeverino Mazoco – um pouco mais atrás; Francisco GazineuSr. Nilson BatistaSebastião de Matos – Limpa TrilhoCarlito de Oliveira e Walkir Pimentel – menino - seu pai era agente de estação em Bicas.




Entre tantos ”grandes” cidadãos brasileiros que foram destacados neste livreto, encontramos também Irmã Dulce Lopes Pontes, com um belíssimo relato de seu belo trabalho junto ao Círculo Operário da Bahia, religiosa que tratava a todos com uma senha de bondade – “paizinho” – aquecendo o coração de milhares de criaturas.
Irmã Dulce notabilizou-se por suas obras de caridade e de assistência aos pobres e necessitados, sendo também conhecida como “anjo bom da Bahia”. Irmã Dulce veio a ser beatificada em Salvador em 2011, passando a ser reconhecida como Bem Aventurada Dulce dos Pobres.


Outras grandes personalidades brasileiras foram homenageadas com Luiz Ferrari nesta oportunidade, como pode ser visto no índice dos homenageados da revista “Honra ao Mérito”. Além de tornar público a todo o Brasil através das rádios a capacidade, a dedicação e o amor de Luiz Ferrari por sua profissão, tal fato contribuiu para ratificar a fama de que as oficinas de Bicas possuíam grandes operários, uma das melhores oficinas da RFFSA até os últimos dias de seu funcionamento. 











Nenhum comentário:

Postar um comentário