segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Oficinas de Bicas, "celeiro" de grandes artistas.


As Oficinas de Bicas sempre foram reconhecidas no âmbito ferroviário como uma das melhores oficinas da ferrovia, dado à qualidade de sua mão de obra, dotada de grandes artífices, verdadeiros artistas ferroviários. Nas fotos a seguir, algumas das obras de arte construídas em Bicas, como carros de controle, carros de chefia do trem, autos de linha, etc.
* O blog otremexpresso agradece ao casal Paulo Nunes e Edith Dias de Oliveira Nunes pela importante contribuição na identificação dos ferroviários. 

FOTO 01, cedida por Paulo Nunes - Em pé, da esquerda para a direita, 01- não identificado, 02- José Taroco, 03- Osvaldo Coelho, 04- José Cúgola, 05- Waldir Xavier (Neném), 06- Waldemar Lopes, 07- Laerte Afonso, 08- Luiz Lanini e 09- Nilson Batista. Agachados, 01- Manoel Marques e 02- não identificado.




FOTO 02, cedida por Silene Mazoco - Nesta foto não foram identificados os números 01, 02, 03, 04, 10, 11 e 14.  05- Milton Mazoco, 06- Dr. Trigo, 07- Júlio Tum, 08- Paulinho Daniel, 09- Tuninho Galinha, 12- Zico Lanini, 13- Norberto Barral, 15- Waldir (Didi Garapa), 16- Luiz Lanini, 17- Sr. Barreto, 18- Antônio Marques(?).




FOTO 03, cedida por Nem Cunha - 01- Genaro, 02- Albertinho Rossi, 03- Bico Doce, 04- Zico, 05- Waldir (Didi Garapa), 06- Dr. Trigo, 07- José Cúgola, 08- Júlio Tum, 09- Luiz Lanini, 10- Jairzinho.




FOTO 04, cedida por César Lanini - 01- Pedro Lanini, 02- Alberto Rossi, 03- Waldir (Didi Garapa), 04- Francisco Lanini, 05- Zico.




FOTO 05, foto cedida por Aracy Moreira - 01- Octacílio J. Moreira e seu primo, 02- José Maria Cândido.





Nenhum comentário:

Postar um comentário