quinta-feira, 5 de março de 2015

ESTAÇÃO NOGUEIRA - Locomotiva Baroneza II, grande trabalho da AFPF-RJ.

A Locomotiva batizada como Baroneza II - após restauro, estacionada na Estação Nogueira, em Petrópolis.


Recebi do amigo Antonio Pastori, da Associação Fluminense de Preservação Ferroviária – AFPF – o informativo deste mês com uma bela notícia: a restauração da pequena locomotiva vapor (classe 0-6-0T) que operou na antiga Cia. Petropolitana de Tecidos e que no dia 22 de fevereiro de 2015 foi finalmente estacionada na Estação de Nogueira “novinha em folha”, compondo com esta mais um belo memorial ferroviário. Segue na íntegra o texto:

“Olha o trem ai, gente!

Passados 132 anos da chegada do primeiro trem à Petrópolis - e meio século da sua erradicação - eis que um trem retor-na àquela Cidade. Não é bem um treeem, no seu sentido pleno, mas sim uma pequena locomotiva vapor (classe 0-6-0T) que operou na antiga Cia. Petropolitana de Tecidos manobrando vagões de carga no pequeno ramal próximo à estação Cascatinha. A fábrica entrou em crise nos anos 1950 e a loco foi vendida na década de 1960 para um ferro-velho, em Barra Mansa/RJ, ainda em condições operacionais. Em 1964 foi adquirida para compor um parque infantil da Editora Brasil-América, a EBAL, que editava incríveis revistas em quadrinhos (gibis) como Tom&Jerry, Pernalonga, Batman Superman e muitos outros heróis. Ficou estática no parquinho e estilizada como locomotiva do velho oeste.



Acima, a 0-6-0T estática na EBAL.


 A EBAL fechou nos anos 1990 e o prédio vendido para uma escola. A velha 0-6-0T permaneceu no mesmo local, sem nenhum tipo de conservação: a cabine de madeira do maquinista apodreceu e foi retirada; a chaminé, fornalha e os dois tanques de água laterais viraram depósito de lixo; sua estrutura estava quase toda em estágio avançado de ferrugem, exceto as seis rodas.; todos os comandos, alavancas, apito, sino, farol, etc., foram suprimidos. Estava cimentada no chão com a massa cobrindo a metade das rodas (foto abaixo). Um horror!



Acima: a loco em meio às ruínas, em 2011.


Escapou de virar sucata graças ao Engo. Luiz Octavio que adquiriu-a do proprietário do imóvel (a escola fechou) e foi removida em 15/05/2011 para uma oficina em Nogueira, onde permaneceu no estado até que, em 2014, por empenho do Engo. Luiz Veiga, da Regional Petrópolis, a FCTP-Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis destinou verba para o seu restauro. A tarefa coube ao especialista restaurador de locomotivas Moysés Naine. No dia 21/02, à noite, a loco - batizada Baroneza II - retornou novinha em folha para Estação de Nogueira. Parabéns à Regional e a FCTP.



A loco sendo erguida do parquinho da Escola, em 2011.


Baroneza II já  estacionada na Estação Nogueira, em Petrópolis.


"Rapaziada" da AFPF na Estação Nogueira.

 


Pesquisando na Internet, encontramos centenas de fotos de locomotivas tanque rodagem 0-6-0T, mas não localizamos nenhuma com as características idênticas à Baroneza II. A mais próxima é a da foto abaixo, uma Oreinstein & Koppel, sem os puxavantes, braçagens, cilindros, etc., ora em restauro, sabe-se lá onde?”



"Prima" da Baroneza II.


A Associação Fluminense de Preservação Ferroviária – AFPF, fundada em 30/04/1999 tem como principal luta a reativação do trem Rio-Petrópolis – Expresso Imperial – cujo Manifesto por sua reativação já conta com mais de quatro mil assinaturas. Se você também quiser assinar segue o link: http://www.manifestolivre.com. Procure por Expresso Imperial

Para maiores informações, entre em contato com a AFPF através do e-mail afpf.rj@gmail.com






Um comentário:

  1. Olá rapaziada por onde anda Sr Osmar esta a foto muito bonita queria que entrasse em contato comigo pelo facebook...me adicione recordareviver2009@hotmail.com
    um grande abraço
    aguardando contato

    ResponderExcluir